Escrita de Pressão. Também em Jorros de Litro.
01
Jun 11
publicado por A.Bruto, às 10:39link do post | comentar

olho em volta e todos vêem o mesmo que eu,

dentro dum pensamento que se mastiga e me corrói

repetido em filme surdo mudo e manco

sem direito a legenda ou explicação,

estático em evolução ou argumento,

apenas com um desconforto

como introdução.

 

Ampliando-se em vórtice

neste aleatório momento preciso,

rasga, a pouco e pouco, o tendão

do grego que nos lembra

das fraquezas humanas

e em proporções divinais,

multiplica a sede que me afoga,

esperneando por demorar tanto tempo

a tomar o seu devido lugar

 

A estátua desfaz-se enquanto

a orquestra desafina.

Assim, atinjo a perfeição

sem nunca ter existido.

tags:

mais sobre mim
Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
17
18

19
20
21
22
23
25

26
27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO