Escrita de Pressão. Também em Jorros de Litro.
10
Ago 11
publicado por A.Bruto, às 10:32link do post | comentar

navegas na tua vontade

de acreditar que tens razão

e de que sou como tu

queres acreditar que sou

esqueces-te que a tua

razão

é só tua

e está tão certa

quanto a força com que

convences o mundo

de que está certa

 

pergunta-me mais coisas

e estende mais rasteiras

(respondo-te como

responderia

a quem me quer bem)

adapta, corta e

tenta convencer-te

de que o que fazes

está certo

quando sabes que

a tua vida é inútil

como tu

 

talvez a memória

não seja tão fraca

como pensas

e talvez

as proporções

não sejam as desejadas.

Habitua-te a ela,

seja a puta da vida

ou a vida de puta

 

Invejo-te a persistencia

e o olhar vazio

com que trespassas

quem nunca acreditou

em ti

 


mais sobre mim
Agosto 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
26
27

28
29
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO